Na Austrália, defensora do óleo quer trabalhar na ‘universidade de cannabis’

Total
0
Shares

O Tribunal Distrital de Adelaide foi informado que a advogada da distribuidora de óleo de cannabis da Austrália do Sul, Jenny Hallam, planeja assumir um emprego em uma fazenda de maconha de propriedade privada no norte de New South Wales, conhecida como Universidade Australiana de Cannabis.

O tribunal ouviu seu fundador Dolph Cooke, que possui uma licença para cultivar cannabis para fins medicinais, quer contratar Hallam como funcionária por sua experiência na produção de óleo.

Ela será sentenciada em novembro pela posse e fabricação de um medicamento controlado depois de dar óleo de cannabis medicinal a pessoas que vivem com uma doença terminal durante um período de dois anos.

O advogado de defesa, Greg Barns, disse que não há evidências que sugiram que algum dos receptores do óleo de cannabis de Hallam tenha sido prejudicado. Ele disse que os beneficiários viram melhorias em sua saúde.

“Consideramos que um regime regulatório para qualquer coisa ingerida é importante … mas não há vítimas”.

Foi dito ao tribunal que Hallam estava produzindo o óleo com prejuízo e não estava motivado comercialmente. O promotor Nick Wong disse ao tribunal que era um “distribuidor de óleo de cannabis auto-descrito”, mas não tinha condenações anteriores.

O juiz Rauf Soulio perguntou a Wong se havia alguma evidência para sugerir que qualquer usuário de cannabis recreativo entrou em contato com a Hallam e recebeu óleo.

“A diretora de Ministério Público aceita que a acusada não estava lucrando … mas o fato é que ela não estava qualificada para fabricar os produtos”, afirmou.

Ele disse que as leis foram alteradas em 2016 para permitir que médicos determinassem se um paciente era adequado para receber cannabis medicinal. Segundo o site, a Universidade Australiana de Cannabis é uma “fazenda legal de cannabis com baixo teor de THC” e é liderada pelo chamado “Decano de Green”.

Fonte: ABC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post

Anvisa adia decisão sobre maconha medicinal

BRASÍLIA — A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a regulamentação da produção, plantio e transporte da maconha medicinal por parte de empresas farmacêuticas; e sobre o…
View Post