O governo de Luxemburgo planeja legalizar a “maconha” recreativa

Total
1
Shares

O governo de coalizão de Luxemburgo concordou em incluir a legalização recreativa da “maconha” como parte dos objetivos da política do grupo, já que a nação sem litoral parece se tornar o primeiro país da Europa a permitir e regulamentar a “maconha” para uso adulto.

Os três partidos que compõem o governo de coalizão – o Partido Democrático (DP), o Partido Socialista dos Trabalhadores (LSAP) e os Verdes (Luxembourg) – anunciaram na quinta-feira em uma coletiva de imprensa que vão legalizar a “maconha” recreativa e sua distribuição comercial.

O texto completo do acordo de coalizão pode ser assinado na segunda-feira, segundo o jornal The Luxembourg Times.

Embora Luxemburgo tenha apenas cerca de 600.000 pessoas, o mercado potencial pode exceder 10 milhões se os não-residentes puderem participar como consumidores – uma oportunidade significativa para as empresas disputarem uma posição no mercado mais amplo da UE.

Porque Luxemburgo é um membro da União Europeia, os cidadãos vizinhos na França, Bélgica e Alemanha são livres para entrar no país sem uma autorização de viagem.

“Se a reforma permitir vendas para não-residentes, o impacto seria enorme”, disse Bill Wirtz, um analista de Luxemburgo e política do Consumer Choice Center, ao Marijuana Business Daily.

“Seria uma ótima notícia para os consumidores e o início de uma nova era de políticas de drogas na UE”.

Ele observou que o país tem um mercado de consumo local relativamente pequeno, mas a Grande Região do Luxemburgo inclui dois estados federais alemães, a região francesa da Alsácia e Lorena e a província belga da Valônia.

“Se a reforma acabar mantendo fora do país os não-residentes, o governo poderá até enfrentar processos antidiscriminatórios”, acrescentou Wirtz.

“Além disso, se você realmente quiser resolver a questão do mercado negro, precisa abrir vendas para qualquer um.”

Os membros da coalizão poderiam assumir suas funções no governo tão cedo quanto quarta-feira , de acordo com o Times.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Governo uruguaio anuncia novo processo de aplicação para cultivo de cannabis recreativa

Quatro anos depois de o Uruguai ter se tornado a primeira nação do mundo a legalizar a canábis recreativa, as autoridades anunciaram que a convocação de pedidos de cultivo de…
View Post