ZOURI É O ESPELHO DA TENDÊNCIA SUSTENTÁVEL

Total
0
Shares

Na Neonyt, a feira-referência para a moda ética a decorrer em Berlim, a portuguesa Zouri é espelho da tendência sustentável. Algodão orgânico, linho, cânhamo e materiais reciclados estão na base dos seus produtos. Também Marita Moreno apresenta uma coleção composta apenas por materiais sustentáveis.

“Todos os materiais que utilizamos são de alguma forma sustentável. Trabalhamos com materiais responsáveis como o algodão orgânico, o linho, o cânhamo e o pinatex, um material produzido a partir de resíduos de ananases”, diz Adriana Mano, fundadora da empresa de Guimarães.

A faceta ética e sustentável é o lema da Zouri. “Temos colecções de calçado para adulto e criança, com solas produzidas a partir de plásticos recolhidos na costa portuguesa”. Trabalhamos também com outros materiais responsáveis como o algodão orgânico, o linho, o cânhamo e o pinatex, um material produzido a partir de resíduos de ananases”, adianta Adriana Mano.

Já Marita Setas Ferro, CEO & designer da Marita Moreno, não tem dúvidas de que “este evento é uma referência no que diz respeito ao universo da moda sustentável e não só já que também atuam na consciencialização da importância da sustentabilidade agregada à tecnologia e inovação.

A sua marca – que recentemente venceu o prémio sustentabilidade na Momad Madrid – apresenta em Berlim uma nova coleção de bolsas, mochilas, sapatos e sapatilhas, fabricados com materiais sustentáveis como a cortiça, o bio-couro, a microfibra reciclada, entre outros.

A comitiva From Portugal presente em Berlim integra ainda o projecto Vintage For a Cause, numa representação da indústria portuguesa a que se junta também o showcase Green Cirlcle, da responsabilidade do CITEVE/Selectiva Moda, e as empresas ERT Textil Portugal, Riopele, Somelos e Lion of Porches (esta última presente na Panorama, outro dos eventos da Berlim Fashion Week).

A participação da comitiva From Portugal na Neonyt é mais uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, no âmbito do projecto que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post