Startup portuguesa aposta na canábis medicinal

Total
0
Shares

Henrique Sardinha criou a “Preze” com o objetivo de desenvolver terapêuticas com canábis medicinal para doentes com cancro, patologias neurológicas e doenças autoimunes.

O “gatilho” para esta ideia surgiu depois de um amigo que sofre de uma doença autoimune ter começado a tomar CBD – substância química da canábis – e ter notado melhoras.

A empresa farmacêutica tem já uma pré-autorização do Infarmed, mas precisa ainda de uma inspeção final para garantir a segurança e condições da plantação.

Henrique está esta terça-feira com a “Preze” na Web Summit à procura de investimento e para dar a conhecer a empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post

Recicladora de resíduos de maconha ganha concessão do Colorado para desenvolver produtos de cânhamo de reposição

Uma startup de resíduos de maconha foi selecionada para receber uma doação de US $ 250.000 do Colorado para encontrar usos do mercado de reposição para resíduos de cânhamo e maconha. 9Fiber,…
View Post