Líderes de Nova York cogitam legalizar maconha recreativa para reformar o metrô

Total
0
Shares

Nova York pode ter mais um motivo para se juntar a dez estados americanos que legalizaram a maconha recreativa: reformar o antigo e caro sistema de metrô. Líderes do estado e da cidade discutem a viabilidade de legisladores liberarem a venda da cannabis e a subsequente aplicação dos impostos do negócio no aprimoramento do transporte.

Na cidade de Albany, que garantiu depois de uma década o controle total de democratas, a ideia pode ter mais aceitação, segundo o diário “New York Times”.

De acordo com o jornal, a ideia ainda está na teoria, mas já é discutida por uma equipe designada para pensar o custeio de melhorias no metrô de Nova York. Antes de servir ao propósito da reforma, a legalização da cannabis precisa ter o “sim” de legisladores estaduais e do governador Andrew Cuomo.

O líder costumava criticar a aprovação da maconha recreativa, mas passou a ver com melhores olhos quando Nova Jersey implementou a medida. É possível que a legalização entre na pauta de discussões da próxima legislatura estadual, que começa em janeiro.

Autoridades do metrô destacam que o sistema precisa de US$ 40 bilhões em investimentos de modernização. Por isso, a ideia de colocar um pedágio na entrada de Manhattan para levantar os recursos não seria suficiente.

Lojas de maconha do Colorado conseguiram US$ 1,5 bilhão no ano passado, incluindo US$ 247 milhões em impostos, segundo dados do estado. O montante repassado às autoridades foi aplicado em hospitais e escolas. Em junho, o departamento de saúde de Nova York estimou que o mercado ilegal da droga no estado recebesse US$ 3,5 bilhões todo ano, o que poderia render US$ 670 milhões para os cofres públicos nova-iorquinos.

Fonte: Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like