Um novo mercado barrado pela regulação

Total
0
Shares

A depender de um bilionário chinês, o canabidiol pode se tornar um produto de uso comum em terras brasileiras. Pink Wangsuo esteve no Brasil e conversou com empresas e entidades do governo para trazer ao país cremes e óleos feitos com o composto químico da maconha. Pink é dono da marca de bebidas com ervas ginseng Mr. Pink, criador da criptomoeda BCash e chegou a ser sócio majoritário do time italiano de futebol Milan. Ele planeja comprar terras para plantar, extrair e produzir o canabidiol. O problema não é o dinheiro, mas a regulação.

A Anvisa aprovou o uso do canabidiol para fins medicinais em 2015. É preciso ter prescrição médica para uso e autorização de importação. Nos Estados Unidos, o mercado de canabidiol faturou 600 milhões de dólares em 2018 e poderá chegar a 22 bilhões de dólares em 2022, segundo a consultoria especializada Brightfield Group.

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post