A liberação da cannabis medicinal é responsabilidade do Estado

Total
0
Shares

“Não há dúvida que a liberação da cannabis medicinal é uma demanda da sociedade e responsabilidade do Estado brasileiro.” Foi com essa frase que o deputado Federal do Estado do Pará, Eduardo Costa começou a sua apresentação durante o Cannabusiness Summit, evento realizado pela GS&MD, empresa que integra o ecossistema de negócios do Grupo GS& Gouvêa de Souza realiza, nesta quarta-feira, 27 de novembro, na Casa Natura Musical.

Ele compartilhou a saga dos pacientes que dependem da cannabis medicinal no Brasil, com início em 2006, e que tramita até hoje. Entre algumas delas estão a retirada do canabidiol da lista de substâncias proibidas e simplificação das regras para sua importação (2015); Famílias se organizando para conseguir habeas corpus para plantar e extrair óleo de cannabis para uso medicinal próprio (2016) – atualmente, em 12 estados brasileiros existem pedidos de habeas corpus com 51 decisões da justiça favoráveis; aprovação do registro do primeiro medicamento à base de CBD e THC – Mevatyl pela Anvisa (2017).

O deputado alertou que, hoje, há inúmeros casos de liminares, sentenças e acordos determinando que a União, estados e municípios arquem ou importem o extrato de Cannabis sativa rico em canabidiol, componente de diversos medicamentos usados no tratamento de doenças. “No Brasil, a estimativa é de 3,4 milhões de pacientes nos primeiros três anos, com perspectiva de um mercado de 4,5 bilhões de reais (1,4 bilhões de dólares). Nós parlamentares não podemos nos omitir em enfrentar e defender essa causa”, defendeu.

Caio França, deputado Estadual (PSB) e responsável pelo projeto que prevê o fornecimento gratuito de medicamentos derivados de Cannabis sativa, nome científico da maconha, afirmou ser preciso assegurar remédios à base de maconha para pacientes de baixa renda, que não conseguem pagar os custos de sua importação e já esgotaram métodos convencionais para tratar doenças graves.

Devido ao custo alto do medicamento importado, milhares de brasileiros com diversos tipos de doença estão hoje recorrendo à justiça para conseguir que o SUS arque com esses custos. Durante a sua apresentação, França disse que espera que o texto seja votado no plenário da Casa até dezembro. Por isso, pediu a mobilização da sociedade para pressionar os deputados pela aprovação.

Para se ter uma ideia, o gasto médio mensal do paciente – pelo SUS – varia de R$ 1.500 a R$ 2.000 para importação. Dos 13.837 pedidos encaminhados à Anvisa, a maior demanda é do estado de São Paulo, com 1.694 solicitações. Só o governo de São Paulo gastou R$ 8 milhões em remédios à base de maconha em um ano, atendendo a decisões judiciais que obrigam o fornecimento gratuito a pacientes. “Quando você conhece alguém que utiliza canabidiol, dificilmente você não abraça a causa, por isso é importante, cada vez mais, disseminar esse tipo de discussão.”

Fonte: Blog Mercado & Consumo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post

Plano de saúde não pode negar medicamento à base de Canabidiol

Plano de saúde não pode negar medicamento à base de Canabidiol Quinta, 28 Novembro 2019 18:02Escrito ou enviado por Fernando ZeferinoAdicionar comentarioSEGS.com.br – Categoria: SegurosImprimir Cada vez mais, as pessoas…
View Post

Anvisa adia decisão sobre maconha medicinal

BRASÍLIA — A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a regulamentação da produção, plantio e transporte da maconha medicinal por parte de empresas farmacêuticas; e sobre o…
View Post

Brasil está atrás de outros países na liberação da cannabis

Milhões de pessoas ao redor do planeta sofrem com doenças que podem ser tratadas ou aliviadas com o uso do canabidiol, uma das substâncias que compõem a cannabis. Para tratar…
View Post

Vem aí a ExpoCannabis 2019 em Montevidéu

Para quem nunca foi, vale conferir como funciona a festa Todo final de ano acontece, em Montevidéu, a ExpoCannabis! A feira reúne uma diversa gama de produtos, iniciativas, debates, publicações…
View Post