Cannabis medicinal: Congresso quer ampliar normas da Anvisa

Total
0
Shares

A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de regulamentar a venda de medicamentos à base de cannabidiol não vai interromper as discussões sobre o uso medicinal da maconha no Congresso. Os parlamentares que têm conduzido esse debate alegam que as regras da Anvisa ainda podem ser aperfeiçoadas. A ideia, apesar de contestada pela bancada evangélica, é transformar essa regulamentação em lei e expandi-la para permitir a produção nacional desses medicamentos. Por isso, deve ser pautada logo na volta do recesso parlamentar.

A regulamentação da Anvisa, que foi aprovada no início deste mês e entra em vigor dentro de 90 dias, libera a venda de medicamentos à base de cannabis no Brasil. A comercialização será liberada em farmácias sem manipulação de remédios e mediante prescrição médica. Também foi estabelecido um limite de concentração de tetra-hidrocanabidioal (THC), o principal elemento psicotrópico da Cannabis, para que os remédios possam ser oferecidos aos pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post

Anvisa adia decisão sobre maconha medicinal

BRASÍLIA — A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a regulamentação da produção, plantio e transporte da maconha medicinal por parte de empresas farmacêuticas; e sobre o…
View Post