Diretora da Anvisa que votou contra cultivo de maconha medicinal já tinha apoiado o tema

Total
0
Shares

O voto da diretora da Anvisa Alessandra Bastos contra o cultivo da maconha para fins medicinais no Brasil surpreendeu os especialistas que vinham acompanhando o processo.

O pronunciamento da diretora a favor do tema era dado como certo, até por ela já ter feito manifestações públicas pela regulação total. Em agosto, quando participou do evento “Cannabusiness, um mercado bilionário”, em São Paulo, Alessandra animou a plateia ao afirmar que a regulação da cannabis no Brasil não era questão de “se”, mas de “quando”.

A percepção que ficou é que ontem Alessandra mudou de posição em cima da hora ao acompanhar o voto do diretor Antonio Barra, o único indicado pelo presidente Jair Bolsonaro na Anvisa. Com isso, o relator, William Dib, ficou isolado e a proposta foi arquivada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post

Anvisa adia decisão sobre maconha medicinal

BRASÍLIA — A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a regulamentação da produção, plantio e transporte da maconha medicinal por parte de empresas farmacêuticas; e sobre o…
View Post

Cannabis: aprovado regulamento para uso medicinal

A Diretoria Colegiada da Anvisa aprovou, nesta terça-feira (26/11), o novo regulamento para produtos derivados de cannabis. O texto elenca os requisitos necessários para a regularização deles no país, estabelecendo…
View Post