Mike Tyson afirma que fumou maconha antes de luta em 2000

Total
0
Shares

Considerado um dos grandes nomes do Boxe mundial, Mike Tyson revelou que fumou maconha poucas horas antes de vencer o polonês Andrew Golota por nocaute, em combate que foi realizado em 2000. O astro americano, hoje com 52 anos, fez a afirmação em entrevista ao programa de rádio Dan Patrick Show.

Na ocasião, Tyson foi flagrado em exame antidoping e, posteriormente, considerado culpado. Desta forma, além de ter a vitória contestada, foi multado em US$ 200.000.

O ex-lutador, vale ressaltar, nunca negou que havia fumado maconha antes do duelo em questão e, na entrevista ao programa de rádio, afirmou que fez o uso da substância durante toda sua vida. No entanto, Mike ressaltou que as drogas, em nenhum momento, influenciaram em seu desempenho na luta contra Golota.

Mike Tyson, nos dias atuais, é um dos defensores do uso da maconha para fins medicinais, tendo, inclusive, entrado para o mercado da substância em Los Angeles, Califórnia (EUA), no mês de maio. O estado americano, vale salientar, legalizou o comércio no ano de 2016.

– Eu lutei por mais de 20 anos e tenho tantas dores. Se eu não tivesse a cannabis, não sei o que aconteceria – concluiu Tyson, que tem plantação de cannabis em fazenda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (3). Com a decisão, produtos feitos com cannabis para…
View Post